segunda-feira, 26 de março de 2018

...


A vida adulta tem umas solidões esquisitas


Solidão de adulto é foda. E não se resolve com transa. Nem com compras em shop, porre de vodka com energético, ou almoço de família. A vida adulta tem umas solidões esquisitas. Do tipo que pai e mãe não dão jeito e nem amigos festeiros dão conta. É solidão de alguém para abraçar  e diminuir as dimensões da cama, na hora de dormir. Solidão para viajar até a praia e pular o carnaval, sem pular nele.
Claro que estar só não é ruim. É essencial saber ficar bem sozinho. Você pode e deve fazer uma porção de coisas sozinho. Viaje para algum canto em que você seja anônimo e fique apenas você e sua mochila, por uns dias. Assista aquele show que tanto quer, mescle-se na multidão de rostos desconhecidos e cante alto com seu inglês meia boca, perca a vergonha. Tome seu café na varanda, com um livro por companhia e experimente esses momentos a sós. Eles servem para aprender  mais sobre si e sobre o mundo.
Porém, vez ou outra, possivelmente surgirá aquela noite em que o quarto ficará grande demais, o carro gelado e a lasanha de microondas, porção individual, te dará um tapa na cara. Você vai olhar ao redor querendo encontrar uma expressão familiar, alguém que te pergunte sobre seu dia, que seque a louça enquanto você lava (apesar do clichê) e que divida uma bacia de pipoca quente e amanteigada, enquanto vocês assistem o filme novo, nem tão bom assim.
Estar sozinho não significa estar solitário. Mas, a solidão em si, é um troço cruel demais. Ela te fode o cérebro, sem piedade, sem carinho na nuca e sem cigarro dividido aos pés da cama. E por mais que você busque remediá-la com encontros  e transas, vai acabar acordando com o efeito colateral de um estranho completo, dormindo ao seu lado. O que pode ser pior, ou melhor…dependendo da sua reação deste momento em diante. Se a ideia era lance casual, ok. Mas se foi uma busca por preencher algo maior, as coisas podem complicar.
Parece que faz parte da vida adulta, sentir esse aperto no peito, essa vontadezinha de ter alguém ao alcance da mão, da pele e do abraço. Mas buscar abrigo no prazer alheio, não resolve isso. É preciso mais. Se a falta de companhia incomoda, tem que resolver. Eu entendo que abrir a casa e a vida para outra pessoa é assustador, mas quando a ausência de alguém é grande e dolorida, é porque é hora de parar de procurar paliativos e botar a solidão para escanteio de vez.
E para isso, tem que ter os olhos e o coração abertos. Tem que dar espaço para aquela amizade nova, surgida na fila do caixa. Tem que retribuir aquele sorriso que te encantou, no meio de um bar transbordante de gente, numa sexta à noite. Tem que se permitir conhecer outras coisas, outros lugares e outros amores. Parafraseando o poeta, não prepare apenas um café, prepare a vida. Porque ao contrário do que dizem, acredito que coisas boas surgem quando a gente realmente espera  e está preparado para elas, do fundo do coração.
Loui K

sexta-feira, 16 de março de 2018

"Eu" precisa ser reinventado.




Estava tão desesperado pra que algo bom acontecesse em minha vida que deixei de viver, e comecei a acumular amargura e decepção que esqueci-me da simplicidade e leveza da vida.
Se não deu certo, não era a hora.
Se a vida parou de andar, é pra que às forças sejam renovadas.
Se chegou ao fundo do poço é porque o seu "Eu" precisa ser reinventado, pois novas coisas virão.
Se você se perdeu no meio do caminho, talvez tenha que encontrar algo antes de voltar.
Se os problemas são muitos, olhe de outro ângulo há sempre uma nova resposta a ser descoberta.
Se ás coisas já não são mais às mesmas, seja diferente como a situação pede.
Ás vezes a vida nos derruba, para que possamos nos refazer ao se levantar.

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

Amores vem e vão


Não vá...por favor fique comigo! eu te peço, te imploro, te suplico...não se vá!!! foi tudo o que eu consegui falar, não adiantou, você foi embora, foi de um jeito tão brusco e sem modos, foi sem se preocupar com as marcas que estava deixando em mim, foi sem me dizer o porque, saiu de uma forma estúpida que não combinava com você, nem parecia a mesma pessoa que eu conheci a um tempo atrás...e realmente, você não era você mesmo, era um outro que ainda eu não conhecia, um estranho talvez, um alguém que eu desconheço. Era um você mascarado, porque se fosse você sem essa mascara, jamais iria me tratar dessa forma. Aquela pessoa que eu conheci no passado não ia me machucar e nem deixar de atender a um pedido meu. Sim...eu era importante na tua vida, minha opinião era fundamental.
Nunca quis ter essa importância na tua vida, não pedi isso, isso foi você que me concedeu, foi você que fez eu me sentir de fato alguém especial, e te confesso, me sentia honrada em ser na tua vida importante... gostava dos mimos e carinhos que me proporcionava, gostava do sorriso que saía natural dos teus lábios, deixando seu rosto lindo, gostava de ser a tua menina, a tua mulher, gostava de ser a tua fêmea, de um jeito que somente contigo eu me descobri realmente.
Por ti eu fazia de tudo, pra mim você de fato era o mais original, o mais importante, e vou te ser sincera, no meu pensamento era pra toda a minha vida o único...que pena, você se foi, e agora?! O que eu faço com esse sentimento? como fazer pra esquecer do teu rosto se te vejo cada vez que fecho meus olhos? Desde que se foi perdi o sono, e quando consigo um pouco dormir, lá está você em meus sonhos.
Não ficarei a vida toda nessa lástima, pois sei bem que o que era possível eu fiz, sei que da minha parte sempre houve sinceridade, não vou ficar chorando por muito tempo, não posso perder tanto tempo com dor, sei que outro alguém vai chegar e com ele outro amor vai brotar, sei bem que sou capaz de amar de novo... de outra maneira vou amar sim, com mais ou menos suavidade, de uma forma diferente vou amar sim, pois nenhum amor é igual, cada sentimento é novo, é único, e nos pega de um jeito impensado sempre. De uma coisa tenho certeza, nunca esquecerei que te amei, posso não te amar nunca mais, mas vai ficar na memória a sensação que me fez passar, os sentimentos que por ti nesse período eu senti guardados na minh'alma ficarão, e com carinho entenderei que tudo passa, que amores vem e vão, que tudo tem sua hora e a nossa hora esgotou o prazo, e não tem mais o que possa ser feito a não ser arquivados momentos lindos na alma, e lembrados com saudades de tempos que não voltarão, não implorarei mais por tua volta, não suplicarei por teu amor, amarei de novo e feliz serei como jamais fui e de um jeito que eu nem imaginava que poderia ser... E se esse novo amor se for, eu ja estarei mais madura e entenderei com mais facilidade que teve fim, mas que foi bom enquanto durou...

Dani Z

quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

De repente...


De repente você acorda, de repente já são 18 horas, de repente já é hora de dormir, de repente já se passou um ano daí você assusta e no assustar de repente já se passou 10, de repente você já se vê casado e de repente já tem filhos belos que de repente já estão casando e de repente você já está idoso e sua vida passou sem você nem perceber. Portanto, não há assista como um telespectador, seja o protagonista!

segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

Não estás deprimido, estás distraído.



Distraído em relação à vida que te preenche, distraído em relação à vida que te rodeia, golfinhos, bosques, mares, montanhas, rios.
Não caias como caiu teu irmão que sofre por um único ser humano, quando existem cinco mil e seiscentos milhões no mundo. Além de tudo, não é assim tão ruim viver só. Eu fico bem, decidindo a cada instante o que desejo fazer, e graças à solidão conheço-me. O que é fundamental para viver. 
Não estás deprimido, estás distraído. 
Por isso acreditas que perdeste algo, o que é impossível, porque tudo te foi dado. Não fizeste um só cabelo de tua cabeça, portanto não és dono de coisa alguma. Além disso, a vida não te tira coisas: te liberta de coisas, alivia-te para que possas voar mais alto, para que alcances a plenitude. 
Do útero ao túmulo, vivemos numa escola; por isso, o que chamas de problemas são apenas lições. Não perdeste coisa alguma: aquele que morre apenas está adiantado em relação a nós, porque todos vamos na mesma direção. 
E não esqueças, que o melhor dele, o amor, continua vivo em teu coração.
Deus te tornou responsável por um ser humano, que és tu. Deves trazer felicidade e liberdade para ti mesmo. 
E só então poderás compartilhar a vida verdadeira com todos os outros. 
Lembra-te: "Amarás ao próximo como a ti mesmo". 
Reconcilia-te contigo, coloca-te frente ao espelho e pensa que esta criatura que vês, é uma obra de Deus, e decide neste exato momento ser feliz, porque a felicidade é uma aquisição.
Aliás, a felicidade não é um direito, mas um dever; porque se não fores feliz, estarás levando amargura para todos os teus vizinhos.
Podemos experimentar a neve no inverno e as flores na primavera, o chocolate de Perusa, a baguette francesa, os tacos mexicanos, o vinho chileno, os mares e os rios,As Mil e Uma Noites, a Divina Comédia, Quixote, a música de, Mozart, Chopin, Beethoven; as pinturas de Caravaggio, Picasso, entre tantas maravilhas.
Dá sem medida, e receberás sem medida.